O Sereismo de tendência virou estilo de vida! A influência do mar chegou na moda, nos acessórios, na beleza e até no comportamento das adeptas .

Com certeza você já viu vídeos no Youtube de como ser uma sereia, ou fotos no instagram de pessoas com escamas de sereias nas pernas, ou com coroas de pérolas e conchas que lembram o fundo do mar. Essa tendência promete bomba ainda mais no verão!

Afinal, de onde vem a inspiração e o movimento SEREISMO?

A onda do sereismo começou bem lá atrás, na época dos anos 90, quando adeptos do estilo grunge e clubber começaram a usar as cores do mar em suas produções. A tendência começou a se popularizar no mundo da moda em 2011 quando os estilistas finalmente investiram no estilo.

Na verdade, o que pode ser notado, não é apenas o tema “fundo do mar” sendo explorado, e sim uma figura clássica e mitológica que cada vez vem se modernizando e tomando forma no universo feminino: A sereia.

A influência do mar chegou na moda, nos acessórios, na beleza e até no comportamento das adeptas./foto: Arte no Corpo

Sereias: seres aquáticos com a cabeça e o torso humano e cauda de peixe. Se existem ou existiram é um grande mistério, mas é bem provável que você já tenha ouvido falar delas, né?! Seja em diversas lendas da sua infância, em filmes e até desenhos, sempre com canto hipnotizante levando homens para o fundo do mar.

Sereismo tornou-se não apenas uma fonte de inspiração para a moda e beleza, mas até mesmo um estilo de vida, modo de viver ou comportamento. Levar a vida de maneira mais leve, preocupando-se com o meio ambiente, alimentando-se de forma mais saudável e não apenas viver de praia e sol.

Obs: A única exigência é se importar com a natureza, preocupando-se com o mar e os animais que existem no mundo.

A modelo/atriz Yasmin Brunet chegou a lançar o “Desafio da Sereia”, que consiste em ficar uma semana sem comer carne. As adeptas do estilo também abusam de produtos naturais para se cuidar.

Yasmin Brunet chegou a lançar o “Desafio da Sereia”./foto: Estilosas e Fashionistas

E vocês, topavam aderir o sereismo? ?

No desfile da primavera 2012 da Chanel, Karl Lagerfeld colocou a ruiva Florence Welsh para cantar dentro de uma concha. No mesmo ano, foi inspiração para o desfile da Versace, que trouxe o fundo do mar com muito estilo e elegância.

A Burberry trouxe a tendência de volta, com direito a saias escamadas no desfile Resort 2015. A M.A.C. introduziu as cores dos seapunks na beleza com a coleção Alluring Aquatic, na sua paleta de cores. No mercado nacional, o Boticário trouxe a coleção Sereias Urbanas, da Intense.

Sereias modernas, roupas leves e em sua maioria em tons claros, maquiagem e cabelos mais naturais e acessórios que lembravam claramente o tema SEREISMO.?

No calor do verão, quem é que não tem vontade de viver no mar? Porém, há quem esteja levando a vontade um pouco mais além: seja nas areias ou nas festas, meninas investem em roupas e maquiagens que parecem ter saído do guarda-roupa de Ariel e suas irmãs.

Mirella Ferraz, a Sereia Brasileira./foto: Geração Leitura Ponto Com

Sereismo não é apenas moda e sim um estilo de vida, a primeira a populariza as coisas por aqui foi Mirella Feraz, craque no assunto, Mirella se tornou sereia profissional e ficou famosa pelos seus vídeos no Youtube onde mergulhava com caldas de sereia. Outro nome importante do Sereismo no Brasil é Bruna Tavares dona do primeiro blog sobre o assunto o sereismo.com lá você encontra tudo sobre esse estilo de vida.

Sereismo: conheça o estilo de vida que tem ganhado adeptas no Brasil

O sereismo está presente desde a maquiagem, as unhas e até mesmo no cabelo e nas roupas! Quantas celebridades não deixaram os fios mais alegres e coloridos este ano, e quantas mais não aderiram ao ‘efeito praia’, nos fios, que deixa os cabelos mais bagunçados e um pouco mais encorpados, bem cara de praia mesmo.

Acessórios com conchas e pérolas estão presentes em várias marcas. A prata é inclusive o material mais usado para os acessórios, que cada vez mais são voltados para a temática ‘praia’ e lançados em geral com pedras naturais e em seu estado bruto.

Lojas, marcas e as it girls começaram a investir em roupas ou acessórios que lembravam essas criaturas mitológicas que, supostamente, vivem no mar. O resultado? Uma mistura de elementos maravilhosos e cores ‘patéis’, como azul, verde e rosa. Tudo lindo e inspirador.

É uma homenagem ao personagem de um dos contos infantis do escritor Hans Christian Andersen./foto: Eco Viagem

Você sabia que: Existe uma estátua da Pequena Sereia em Copenhague, na Dinamarca? O monumento é uma homenagem ao personagem de um dos contos infantis do escritor Hans Christian Andersen.

O canto da sereia é místico, provocador, irresistível. Então, cuidado! Você também pode se apaixonar.

Como o verão ainda está com tudo e o carnaval está quase batendo na nossa porta, que tal saber um pouco mais desse estilo e, assim, se inspirar?

Os visuais das sereias costumam ser bem naturais:

Maquiagem:

Glitter e purpurina tenha sempre na bolsa. A ideia é usar nas pálpebras, no canto interno dos olhos e no corpo, por que não? Caso derrame purpurina demais, retire o excesso com fita crepe. O tom de verde predomina, mas também pode variar para sombras azuladas, delineados esverdeados.

Gloss

O gloss vem nas pálpebras, porque não só ajuda a fixar o glitter, como dá o efeito molhado, mas é preciso ser discreto. A dica é passar uma camada muito fina de gloss e depois o glitter. Ele ainda vale, claro, como ‘batom’, já que aqui, o que vale mesmo é um olhão tudo e uma boca quase nada.

Cabelo:

No cabelo, seguem as tradicionais cores pastéis, como verde, azul, rosa e roxo. Tudo mais claro e misturado. Vale investir no degradê e começar com uma cor mais forte e ir descendo para as mais claras. Para finalizar, aposte no efeito praia: ondas meios desfeitas ou um ondulado não tão caprichado.

As sereias se destacam pelos longos cabelos ondulados. Quanto maior, melhor. Acessórios como presilhas que imitam conchas ou coroas de perolas acabam dando um efeito maravilhoso

Pele:

A pele bronzeada e com textura molhada/iluminada também faz parte do visual.

Acessórios:

Para quem não quer pintar o cabelo ou, ainda, não curte o colorido, uma dica é investir muito nos acessórios. Headbands ou correntes são fáceis de achar e dão um super ‘up’ na produção. Para quem quer mergulhar de cabeça, acessórios com conchas e estrelas do mar ajudam a montar um visual descontraído. Pedras e cristais também estão na onda!

Unhas:

As unhas seguem as mesmas dicas: tudo que lembre mar ou sereias pode ser utilizado. Glitter ou texturas são sempre bem vindos e vale apostar nos desenhos também.

Roupas:

Não é só nos cabelos que vamos ver as lindas princesas do mar, mas nas roupas também. Peças coladas em tons de azul e verde, saias com modelagem sereia, vestidos com as transparências parecidas com as ‘redes de pescadores’ peças com alças parecendo cordas, estarão bem presentes.

Além disso, muitas lantejoulas, glitter, tecidos holográficos, legging que imita rabo de sereia ou as suas escamas, óculos espelhados e estampa de conchinhas são alguns dos elementos que também compõem essa tendência.

A sereia é livre e independente. Pode fazer o que quiser, nadar pelo mundo inteiro e conquistá-lo

Vestidos soltos, com caimento ou ‘calda’ são os mais indicados e podem ser usados no dia a dia, para uma produção incrível, ou, ainda, para algum evento mais formal ou que peça uma produção toda especial. Para festas, vale investir nos modelos mais curtinhos, colados e holográficos.

Vestidos sereias e saias com tecidos leves e fluídos, ou caprichados na cor azul. Peças em crochês que lembra o fundo do mar ou redes esta valendo.

Decoração

O sereismo invadiu o mundo da decoração, tons de azul e materiais em palha predominam, já nas festas, abuse da criatividade e explore o fundo do mar.

Sereismo é um estilo de vida, e sua causa é amor acima de tudo, amor aos animais ao próximo, ao planeta, respeito a vida

Em novembro de 2015, a Disney anunciou que o filme da Pequena Sereia ganhará uma nova versão e que a atriz Chloë Moretz fará o papel principal de Ariel.

O Sereismo ganhou força real durante o verão de 2016, com direito a famosas postando fotos com belas caudas, enquanto mergulhavam no mar ou em piscinas de suas mansões.

Agora em 2017, o tema volta com tudo por causa de Isis Valverde que teve uma foto divulgada em que aparece vestida de sereia. Ela será Ritinha, personagem que é uma sereia profissional na novela A Força do Querer, de Glória Perez.

Mirella Ferraz, a primeira sereia profissional do Brasil, explica que qualquer um pode fazer parte deste mundo, homens ou mulheres. “Hoje, o Sereismo é largamente usado para designar um estilo de vida em que milhares de pessoas se sentem bem usando uma cauda de sereia, nadando como uma sereia ou tritão. Mas, além disso, para dar voz a todas as pessoas que se sentem ligadas ao mar, a água, que são fascinadas pelas sereias, que prezam pelo meio ambiente e que querem externar esses sentimentos, seja adquirindo uma cauda e nadando com ela, seja apenas usando acessórios da moda ou transformando esse amor em profissão. Claro que muitos adeptos do Sereismo acreditam, sim, nas sereias, mas não é isso que o define o termo”.

A Sereia Brasileira, como é conhecida, está sempre em grandes aquários, como o de São Paulo e o do Guarujá (SP), mergulhando em tanques e interagindo com os visitantes. “(Certa vez) uma senhora, durante a minha apresentação no tanque do peixe-boi, estava em pé, com as mãos coladas no vidro, chorando copiosamente. A gerente correu até ela, pensando que ela estava passando mal. A senhora virou-se pra ela e começou a repetir, entre lágrimas: ‘eu sabia que a veria novamente. É ela, é ela! Eu sabia! Agora, posso morrer em paz’. A moça que estava acompanhando a idosa explicou que ela havia nascido em uma cidade litorânea e, aos sete anos, disse para todo mundo que tinha visto uma sereia no mar”, contou.

Sereias pelo Brasil

Alice Marinho, 18 anos, tem Mirella como inspiração e também é adepta do Sereismo. “O estilo sereia está aí faz mais tempo do que se imagina. Em países como Estados Unidos ou Austrália, é comum ver mulheres usando caudas de sereia em praias. Existem até encontros de sereias. Agora, ficou mais conhecido aqui no Brasil, temos mais acesso a produtos do tema, o que é bom. Antes era difícil de encontrar”, afirma.

Alice, porém, conta que não é radical e não segue a risca o estilo de vida de algumas adeptas, que muitas vezes até se tornam vegetarianas, algo que não é necessário no Sereismo. Eu apenas faço algo que eu gosto”, explica a jovem, que é blogueira e adora se fantasiar de personagens da Disney.

A sereia Camila Gomes e Bruna Tavares contam sobre seus estilo de vida e paixão no blog Sereismo.

A Bruna Tavares, que é jornalista e youtuber, foi a grande criadora dessa denominação que está dando o que falar! Ela explica que cada pessoa tem um grau de sereismo na vida. “Ser sereia é você pensar o quão fantástico é o planeta em que a gente vive. Enquanto estamos aqui, tem milhares de cachalotes gigantes nadando livremente. Você tem noção disso?! “, encanta-se.

É preciso se aprofundar no mar no assunto. “A Iara, do folclore brasileiro, é um belo exemplo de sereia. A Madison, do filme Splash, de 1984, também. Assim como a Ariel, do clássico da Disney, é claro”.

“É preciso compreender, porém, e deixar bastante claro que o sereismo, em si, não é uma tendência de moda ou de beleza, nem algo passageiro – afinal, a primeira sereia do Brasil está aí para provar justamente o contrário -; sereismo é um estilo de vida que qualquer pessoa que seja apaixonada pelo mar e por seus mistérios, e que defenda o meio ambiente, pode seguir. Com cauda ou sem cauda. Com cabelos coloridos ou não. ” Tem que ter muita identificação com o tema, seja de forma lúdica ou visual. Vamos continuar aqui, celebrando esse mundo mágico – e o natural também “, finaliza Bruna Tavares.

Bruna Tavares, dona do canal Pausa para Feminices – mais de 680 mil seguidores no Youtube – Bruna é mais ligada a parte da moda, que envolve produtos com temática de sereias, mas o estilo de vida também está presente. Em seus posts no Instagram, é possível encontrar quase sempre uma concha, um espelho, pérolas, produtos com estampa de escamas, entre muitas outras coisas. Afinal, para ser sereia tem que seguir a moda das sereias.

A Camila, também do blog, acredita que não importa nem quando nem como a sereia surgiu em você; se o amor foi verdadeiro, ele permanece. “Eu sou sereia quando compartilho informações sobre o tema, quando divido esse meu amor com o mundo, quando me interesso pelo assunto, leio livros, decoro a minha casa com conchas”, explica a jornalista, que só não gosta de ver pessoas se aproveitando do “boom sereístico” para ganhar dinheiro e aparecer.

A modelo Yasmin Brunet também é uma seguidora fiel do sereismo e é chamada de sereia por muitas amigas famosas, como Bruna Marquezine e Gabriela Pugliesi. “Acredito mesmo em sereias. Não é nem questão de acreditar em sereias, eu me nego a acreditar que a vida é isso que eu vejo. Quem me diz que essas coisas que eu posso achar bizarro, que é coisa de criança não existem?”, declarou Yasmin em uma conversa com Pugliesi.

Eventos sobre Sereismo

Nos Estados Unidos, mais especificamente em Coney Island, acontece a The Mermaid Parede. Uma parada só dedicada às sereias, acredita? É lindo de se ver e acontece sempre em meados de junho/julho. Quem estiver por lá nessa época não pode perder.

Para quem adora seguir uma tendência, nada mais apropriado no carnaval do que se inspirar com o mar. Até mesmo grifes famosas como a Chanel já desfilaram coleções inspiradas em peixes, conchas e sereias. E você pode reparar: o “sereismo” está voltando com tudo nesse verão.

Entre no papo

Compartilhar
Trabalha com WordPress, SEO, produção de conteúdo e mídias sociais. Aprecia interagir com pessoas e criou este site para compartilhar dicas que possam simplificar a vida das pessoas, nesse mundo maravilhoso que conhecemos: o universo feminino.

SEM COMENTÁRIOS