O vestido tomara que caia é uma peça símbolo da sensualidade e feminilidade, pois deixa o colo da mulher a mostra. Além disso, é uma das peças-chave da estação mais quente do ano.

O tomara que caia é a opção principal de quase todas as mulheres, são práticos e ótimos para qualquer ocasião, seu modelo valoriza o busto e realça os seios, é uma peça que está presente em todo guarda-roupa feminino.

Para as mulheres bronzeadas, o modelo tomara que caia, valoriza muito o corpo da mulher dependendo da cor a ser escolhida.

É um modelo que pode ser tanto casual como mais social, e as opções no mercado são muitas, existem desde os modelos mais sensuais aos modelos mais românticos, tem para todos os gostos.

O vestido tomara que caia é uma peça símbolo da sensualidade e feminilidade./foto: Posthaus

Os vestidos tomara que caia podem ser encontrados desde os tamanhos mini até os longos, variando entre cores neutras, cores vibrantes e ousadas até os tons pastéis, que surgem em modelos mais comportados e elegantes, justinho ou solto ao corpo.

Enfim, seja como for o estilo, modelo e cor do vestido tomara que caia, o decote evidenciando a região do colo da mulher está com tudo.

Os vestidos tomara que caia já caíram no gosto de muita gente há bastante tempo

O tomara que caia já foi queridinho das mulheres no século 19, nos anos 1930, nos anos 1970, 1990, no auge do verão de 2015, e agora volta a ser uma das opções mais desejadas entre a mulherada.

Seja na versão romântica modelos volumosos, com renda ou na versão moderna, é o truque perfeito seu visual de verão./foto: Pinterest

Seja na versão romântica modelos volumosos, com renda, que lembram o vestuário das camponesas de Hollywood ou na versão moderna, em looks de alfaiataria, é o truque de styling perfeito para atualizar seu visual de verão – sem passar calor!

Diz a lenda que o primeiro tomara-que-caia que causou foi o da atriz Rita Hayworth no filme Gilda, em 1946. Ela canta Put the Blame on Mame usando um modelo de cetim e luvas compridas. Divina.

Rita Hayworth no filme Gilda, em 1946. Ela canta Put the Blame on Mame./foto: Marie Claire

Mesmo sem ser Gilda, é possível usar tomara-que-caia com classe. Hoje, é o modelo de decote favorito das noivas.

Ultimamente os estilistas tem apostado nos ombros de fora. Nos desfiles de alta costura em Paris, o tomara que caia chamou a atenção por ser o ponto alto de algumas marcas como, Dior, Ralph & Russo, Schiaparelli, Giambattista Valli e Alex Mabille.

Criações de Giambattista Valli./foto: Marie Claire

Desde o ano passado os ombros têm se tornado protagonistas na moda, com blusas ciganas, de um ombro só ou que deixam a região à mostra. Os modelos foram mais românticos, com um decote reto tomara que caia e cintura bem marcada, além de saia rodada e longa.

O que variou nas passarelas, principalmente, foram estampas e cores. A grife Dior apostou em tons mais clássicos e uma paleta de cores mais sóbria, enquanto que a maison Schiaparelli investiu em cores bastante vibrantes e estampas coloridas. O visual foi exclusivo de vestidos, que variavam entre o comprimento longo, o midi e o curto.

Os babados foram outra combinação constante com os modelos tomara que caia, outra tendência que se firma também esta temporada. O resultado foram modelos muito elegantes e femininos.

O tomara que caia já é uma peça que se destaca no visual. Com poucos acessórios, o look já fica lindo.

Para usar um vestido tomara que caia é preciso seguir algumas dicas muito importantes, porque esse modelo costuma evidenciar muito o corpo feminino.

Seios grandes: Nem sempre uma roupa tomara que caia, consegue acomodar bem os seios e dar boa sustentação. Procure por um modelo que tenha bojo interno ficando com uma estética bonita no vestido.

Se o vestido não tiver estrutura, os seios ficam achatados e caídos correndo o risco de cair com o peso./foto: Michelly Barros

Sempre que possível, use um sutiã sem alças. Dependendo do tamanho do seu seio, você conseguirá encontrar sutiãs com alças removíveis e também há outras opções como o famoso “Invisible Bra” e o modelador Lib – que é tipo uma fita adesiva descartável.

Braços: Muitas mulheres tem vergonha de mostrar os braços com esse tipo de roupa, que tende a evidenciar mais.

Acima do peso: Fuja dos modelos que formam um efeito puff, como se você estivesse usando uma camisa por dentro da roupa e tivesse puxado um pouquinho. Isso faz com que você coloque mais volume na parte de cima do seu corpo e, muitas vezes, acaba deixando mais gorda.

Escolha vestidos de tecidos mais grossos, que não marquem a silhueta.

Tomara que caia acinturado ao corpo para desenhar a sua silhueta./foto: Blog Auto Estilo

Procure por modelos que sejam acinturados, com o tomara que caia ajustado ao corpo para desenhar a sua silhueta. Observe a região da cava para ver se não tem nenhuma gordurinha que está muito saliente. Busque por uma peça que deixe a sua silhueta em harmonia e transmita elegância a seu visual.

As mulheres com costas largas devem optar por um modelo tomara que caia que não aperte as costas, senão a roupa vai acabar marcando muito o corpo, dando a impressão de que o tamanho da roupa não é adequado para o corpo da mulher.

O vestido tomara que caia é super democrático e cai bem para vários tipos de silhueta. Bom senso sempre.

Todo tomara que caia exige cintura fina. A barriga saliente fica em evidencia. Estômago saliente fica mais saliente ainda.

As baixinhas e sem cintura não combinam no tomara que caia muito justo.

Mulheres com seios pequenos, o tomara que caia deve se ajustar ao corpo como uma segunda pele./foto: Nada Frágil

Cuidado especial para as de seios pequenos ele deve se ajustar ao corpo como uma segunda pele, não pode ser frouxo. Tome cuidado com os bojos que apertam os seios e acabam deixando o look vulgar.

Em vez de sexy, uma mulher pode parecer mais velha ou mais gorda com um tomara que caia, pois sua pele fica sempre amostra e por isso ela deve estar com aparência saudável.

Procure não comprar um vestido com um número abaixo do seu, porque isso marcará as costas e os braços.

O estilo ciganinha é ótimo para quem tem receio de de usar tomara que caia./foto: Posthaus

Para as mulheres que não gostam de mostrar muito os braços, o vestido tomara que caia estilo “cigana”, é o mais indicado.

Os vestidos tomara que caia, estilo corpete são perfeitos para afinar a cintura e deixar o corpo mais estruturado, mas não devem ser usados por mulheres com ombros muito largos.

Usar sutiã com alça é extremamente proibido, mesmo com alças transparentes, se quer usar um sutiã que seja sem alça ou nenhum, alguns vestidos já vêm com bojo o que facilita muito nessa questão de usar ou não o sutiã

Alguns truques que vai valorizar ainda mais o look

1. Valorize o colo!

Aproveite que os ombros a mostra e abuse dos acessórios, como maxi colares./foto:Amarelo ouro

Os maxi colares, maxi brincos, lenços no cabelo – vale tudo (um de cada vez, claro) na hora de escolher os acessórios que irão fazer par com o seu tomara que caia. Aproveite que os ombros estão à mostra e leve a sua bijouteria favorita para um passeio.

2. Dê uma chance para os bordados!

Com temas étnicos, florais ou abstratos, os vestidos tomara-que-caia tendem a ser a moldura perfeita para um bordado./foto: O Informante

Sejam eles em temas étnicos, florais ou abstratos, os vestidos tomara-que-caia tendem a ser a moldura perfeita para um bordado. Nessas horas, vale investir em joias discretas e delicadas, para não pesar demais o look.

3. Da mais magrinha à mais cheinha…

Toda mulher pode usar o tomara-que-caia – basta se sentir confortável, é claro. Para as magrinhas, vale arriscar em modelos justos, que acompanhem as curvas do corpo; para as gordinhas,os modelos com saias volumosas fazem o equilíbrio perfeito , deixando a silhueta super feminina.

4. Da festa ao dia a dia, apresentamo-lhes o tubinho tomara que caia

Seja em comprimento midi ou na altura do joelho, é um clássico indiscutível para se ter no guarda-roupa. E não precisa ser em forma de um pretinho básico não, viu? Tons terrosos e até mesmo cores mias vivas, como turquesa e pink, servem de coringa para as mais diversas produções – para o dia, combine com jaqueta jeans e rasteira; para a noite, invista em uma boa jaqueta de couro e um scarpin poderoso.

5. Tomara-que-caia no escritório? Sim!

Com os ombros à mostra, equilibre o look com calças, saias e sapatos mais clássicos./foto: Revista Donna

O segredo aqui está nos complementos – se vai com os ombros à mostra, equilibre o look com calças, saias e sapatos mais clássicos, deixando o visual moderno e elegante. Uma blusa oversized combinada com saia de couro e salto alto, ou uma versão justa sobreposta a calça de alfaiataria e sandália, por exemplo, são boas opções.

6. Para finalizar, o vestido tomara que caia não deve chamar mais atenção que a mulher.

Tomara que caia tende a valorizar o corpo da mulher./foto: SBO

O tomara que caia não pode ser tão chamativo a ponto de deixar a mulher em segundo plano, escolha modelos adequados para o seu tipo físico, a cor da pele e a sua proporção, assim você conseguirá arrancar suspiros e esbanjar elegância por onde passar.

Eles devem ser simples mas sofisticados, o que estará em evidência ao usar o vestido é a beleza da mulher e não do vestido, então competir um com o outro não vale.

Entre no papo

Compartilhar
Trabalha com WordPress, SEO, produção de conteúdo e mídias sociais. Aprecia interagir com pessoas e criou este site para compartilhar dicas que possam simplificar a vida das pessoas, nesse mundo maravilhoso que conhecemos: o universo feminino.

SEM COMENTÁRIOS