Passar pela transição capilar pode ser umas das tarefas mais difíceis que as cacheadas já viveram.“Em terra de chapinha, quem tem cacho é rainha”, esta frase pode ser bastante inspiradora para aquelas que usam e abusam dos produtos químicos no cabelo, principalmente os tais alisamentos químicos.

Muitas garotas sofrem pressão da mídia e outros meios para terem cabelos lisos como se fosse a verdadeira beleza feminina. A escolha de alisar os cabelos é uma das formas de enfrentar situações de bullyng e racismo. Todas são diferentes e cada uma com sua identidade.

Veja também: Cabelos cacheados e crespos dicas para mante-los lindos

Passar pela transição capilar pode ser umas das tarefas mais difíceis que as cacheadas já viveram/foto: Daqui Dali
Passar pela transição capilar pode ser umas das tarefas mais difíceis que as cacheadas já viveram/foto: Daqui Dali

Chapinha, escova japonesa, progressiva, definitiva, marroquina, inteligente são tantas as formas de alisar os fios, que muitas mulheres acabaram aderindo à moda. No entanto, você deve ter percebido que, ultimamente, cada vez mais as pessoas estão assumindo seus cachos e parando de passar química alisante.

Mas se você quer assumir a cabeleira que Deus te deu e gritar a alegria de ter os cachinhos de volta está na hora de começar a sua transição capilar.

Imagine situações onde voce pode;
– Lavar o cabelo quando você quiser;
– Tomar chuva;
– Nadar na piscina sem se preocupar em molhar os cabelos;
– Ir ao mar e arrasar;
– Não gastar horas na chapinha e com escovas nos dias de calor;
– Poder correr, suar e aproveitar a vida sem se preocupar em não estragar a chapinha…

Após a transição capilar, a alegria de ter os cachinhos de volta pode ser emocionante/foto: Cacheia
Após a transição capilar, a alegria de ter os cachinhos de volta pode ser emocionante/foto: Cacheia

Apesar de serem momentos que parecem simples, eles farão toda a diferença na sua vida. Ser livre e fazer o que quiser sem se preocupar com os seus fios não tem preço! Dias de baixa autoestima sempre existirão, mas os outros milhares de dias felizes e livres serão os melhores da sua vida.

Passar pela transição capilar para recuperar seus cachos naturais não é uma tarefa fácil, principalmente para quem estava acostumada com a facilidade que os alisamentos proporcionam.

Mas é preciso ter paciência e descobrir qual é a forma mais adequada de lidar com a parte indefinida do seu cabelo.

Dicas sensacionais;
– Você pode fazer chapinha enquanto espera o cabelo crescer. Não esqueça de redobrar os cuidados, usar um protetor térmico e aumentar a frequência das hidratações.
– Existe diversas técnicas de texturização que ajudam a cachear o cabelo, como a twist, plopping, bobes, coquinhos, entre outras.
– Se você vai sair, recorra ao babyliss para cachear a parte que está te dando mais trabalho. Lembre-se de proteger os fios com um leave-in termoativado ou creme para escova e só usar a ferramenta quando o cabelo estiver totalmente seco.
– Penteados diversos também ajudam a aguentar o período de transição capilar. Aposte na sua criatividade e prenda as madeixas de diferentes formas.
– Para tornar parte desse período menos trabalhoso e doloroso, uma das alternativas é usar as famosas box braids (ou trança nagô). Elas são feitas com material sintético, não pesam e nem estragam os fios e ainda garantem um visual mega estiloso.

Uma das alternativas durante a transição capilar é usar as famosas box braids (ou trança nagô)/foto: Djulie Ferreira
Uma das alternativas durante a transição capilar é usar as famosas box braids (ou trança nagô)/foto: Djulie Ferreira

Que venha a transição capilar!

Com toda a força que o cabelo cacheado está tendo nas redes sociais e até nos programas de TV e novelas, com Sheron Menezes, Taís Araújo e Cris Vianna, está mais fácil se ver representada como crespa ou cacheada.

Transição capilar da Taís Araújo/foto: Blog Cabelos Cacheados
Transição capilar da Taís Araújo/foto: Blog Cabelos Cacheados

Todo cabelo crespo, independente do tipo de cacho, é naturalmente mais ressecado que o cabelo liso, pois o formato de mola dos nossos fios impendem que a oleosidade natural da raiz chegue às pontas. Além disso, químicas, chapinha, água quente, vento, shampoo, ressecam os fios.

Requer muita força de vontade, a falta de definição do cabelo, a diferença das texturas no fio são extremamente desmotivantes.

As fases da transição capilar/foto: Donna Maricota
As fases da transição capilar/foto: Donna Maricota

Algumas meninas preferem utilizar a chapinha, a escova e o baby liss enquanto os cachos não estão conforme elas imaginam, pois não utilizaram o BC (big chop, grande corte, traduzindo), para já terem um resultado cacheado com mais rapidez.

Encarar e partir para o BC (big chop). Antes de qualquer coisa, pare, respire e se empodere. Mulher de cabelo curto é LINDA SIM! É feminina SIM! Pode SIM!

Quem tinge o cabelo é melhor parar e fazer o processo só depois da transição. Beleza Natural (o tal BN), relaxamento e permanente também são químicas. E você não precisa abrir seus cachos nem tirar o volume do seu cabelo.

Encarar e partir para o BC (big chop), durante a transição capilar/foto: O Brilho da Beleza Feminina
Encarar e partir para o BC (big chop), durante a transição capilar/foto: O Brilho da Beleza Feminina

Quanto mais desapegada você for, em relação ao comprimento do seu cabelo, menor será o tempo da sua transição. A gente sabe que todo cabelo cresce cerca de um centímetro ao mês, o que resultaria em uma média de 12 centímetros por ano.

Acontece que o cabelo crespo e cacheado tem uma característica que distorce o real comprimento dos fios, o fator encolhimento. Ir cortando aos poucos a parte com química pode ser mais confortável, já que é um cabelo mais fácil de desembaraçar.

Nessas horas os aliados serão babyliss e difusor — passando protetor térmico antes, bobes, coquinho, fitagem ou só amassar o cabelo mesmo.

Veja também: Corte para cabelos cacheados dicas que vão te surpreender

Transição capilar, deixe os cachos reinarem novamente

Nutrição dos fios vem de dentro para fora, alimentação conta muito e os benefícios não é só para o cabelo, mas para o corpo no geral.

Faça o cronograma capilar, são quatro fases: hidratação, nutrição, reconstrução e umectação. É preciso saber qual é o melhor produto para cada fase e repetir três vezes por semana.

Evitar água quente, shampoos com sulfato, pentes finos e fontes de calor excessivo.
Finalizadores são mais complicados de usar. Pode ser bons para alguns fios e ruim para outros. Não tem jeito, só fazendo o teste para saber se funciona para você ou não.

Muitas mulheres não sabem o que esperar com a transição capilar, pois não conhecem seus próprios fios e não sabem o que vem por aí. Para esses casos, a melhor opção é procurar um salão especializado em cabelos cacheados e crespos.

O profissional certo vai poder indicar bons produtos, a melhor forma de usar no cabelo e dar algumas dicas.

Técnicas durante a transição capilar No Poo/ Low Poo/ foto: Blog da Jully
Técnicas durante a transição capilar No Poo/ Low Poo/ foto: Blog da Jully

No Poo/ Low Poo

A técnica “No Poo”, ou movimento sem shampoo, tem o objetivo de evitar o ressecamento dos fios causados pelo uso de sulfato. O tratamento não utiliza shampoo, mas recorre a outros métodos de limpeza capilar para garantir fios limpos e bem hidratados.

O “Low Poo”, ou pouco shampoo, também é uma opção. Quem segue o Low Poo utiliza shampoos mais suaves, sem a presença de sulfato.

Não são técnicas obrigatórias para quem está fazendo a transição capilar ou já alcançou o cabelo natural, mas tem se tornado cada vez mais comum, pois são experiências que, de modo geral, funcionam bem para cabelos cacheados e crespos.

Não desista. Onde buscar motivação

Muitas mulheres ficam preocupadas com o tempo que vai demorar até que a transição capilar esteja completa, mas tenha paciência. A definição de quando o processo deve acabar é pessoal e não segue nenhuma regra. Se por acaso a vontade de desistir for grande, entre em páginas que dão apoio, tiram dúvidas, motivam e mostram histórias de sucesso. Elas são ótimas encorajadoras.

Não esqueça: cabeços cacheados e crespos precisam de cuidados especiais. E após conseguir finalizar a transição capilar, não esqueça de continuar tratando os fios sempre.

Gill Viana curso para cabelos cacheados/foto:Twitter
Gill Viana curso para cabelos cacheados/foto:Twitter

A Youtuber e Blogueira Gill Vianna cacheada de nascença, assumida e apaixonada pelos cabelos que a natureza caprichosamente lhe deu, a incentivou a criar um canal no YouTube e logo depois um Blog para mostrar para meninas, mulheres e mães que é possível ter um cabelo cacheado natural, bonito e bem cuidado.

Termos usados durante a transição capilar
Termos usados durante a transição capilar

Boa sorte!!!!

Entre no papo

Compartilhar
Trabalha com WordPress, SEO, produção de conteúdo e mídias sociais. Aprecia interagir com pessoas e criou este site para compartilhar dicas que possam simplificar a vida das pessoas, nesse mundo maravilhoso que conhecemos: o universo feminino.

SEM COMENTÁRIOS